Luiz Henrique

Talvez por teimosia ou puro exercício de fé, ainda acredito na natureza humana ...

Textos


“Caçador”
(Luiz Henrique)

Miro à distância teus passos
Por vezes trôpegos, sem prumo
Deus Baco amparando teus braços
Nessa estrada de incerto rumo

Observo e espero pacientemente
Como um caçador à sua provável caça
Distante, silente e sorrateiramente
Nessa paixão unilateral que não passa

Emudeço, as palavras se calam
Treme-se de emoção o corpo, por inteiro
Só os olhos, traidores e renitentes, falam

Tal adolescente em seu amor primeiro
Que namora, sem que o saiba a amada:
Melhor manter-se amigo, a dela ser nada

 
Luiz Henrique Noronha
Enviado por Luiz Henrique Noronha em 01/01/2014

Música: Clair de Lune Piano - Debussy Piano

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Luiz Henrique). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras